14.7.09

Cosméticos & Testes em animais

Até um tempo atrás eu não entendia como algum laboratório químico poderia deixar de testar os produtos em animais antes do produto ser liberado pra venda, e também não entendia muito bem a crueldade dos testes aos quais animais são submetidos. Depois de um tempo pesquisando, resolvi reunir o que encontrei e publicar aqui.

Não é preciso ser cruel para ser vaidoso ou saudável. Hoje em dia existem muitas alternativas para testar a toxicidade e a segurança de produtos e cosméticos sem colocar em jogo a vida de ninguém. Um dos métodos utilizados pela maior parte das empresas que aboliram os testes em animais é a cultura de tecidos in vitro, onde os testes podem ser realizados em, por exemplo, cópias exatas da pele humana, onde os resultados dos efeitos de cosméticos e outros produtos (medicinais, inclusive) podem ser estudados e analisados com maior precisão por se tratar de uma réplica exata de onde o produto irá ser utilizado.

Os testes em animais voltados ao mercado dos cosméticos já foram banidos de vários países da União Européia, como a Holanda, a Bélgica e a Grã-Bretanha. Na verdade, os testes só não foram banidos da Europa inteira por causa da L’Oreal, que protestou contra o acordo na Corte Européia de Justiça, em Luxemburgo. (Porque você vale muito!) O fato é, há muita controvérsia sobre se a L’Oreal (e por consequência a Colorama) realiza testes em animais, mas com essa postura referente ao acordo sobre o banimento de testes em animais na Europa alguma coisa ficou bem clara, não?

Em geral, os testes em animais promovem experimentos cruéis como: Impedir o animal de piscar (por dias), aplicar produtos químicos nos olhos dos bichinhos, escalpelar os animais em alguns lugares e então colocar produtos químicos na carne viva. Forçar os animais a ingerirem os cosméticos, o que pode causar efeitos colaterais terríveis e até a morte - a mesma coisa que aconteceria com você se você resolvesse beber tudo o que você leva em sua necessaire pra ver o que acontece.

Aqui está a lista das empresas que ainda realizam testes em animais. Resuminho das maiores marcas: Church & Dwight (Close-up), Coty (Adidas, Glow, Joop!, Lancaster, Rimmel), Johnson & Johnson (Aveeno, Clean & Clear, Listerine, Lubriderm, Neutrogena, Rembrandt, ROC), L’Oréal U.S.A. (Biotherm, Cacharel, Garnier, Giorgio Armani, Helena Rubinstein,Lancôme, Matrix Essentials, Maybelline, Ralph Lauren Fragrances, Redken, Soft Sheen, Vichy), Playtex Products (Banana Boat), Procter & Gamble Co. (Clairol, Cover Girl, Crest, Gillette, Giorgio, Iams, Max Factor, Pantene, Physique, Tide) e Unilever (Axe, Dove, Helene Curtis, Lever Bros., Suave).

E aqui a lista das empresas que NÃO realizam testes em animais. Resuminho: Avon, Chanel, BeneFit, e.l.f Cosmetics, Clarins, Clinique, Estée Lauder, John Paul Mitchell, LUSH, M.A.C. Cosmetics, Mary Kay, Nivea, NYX Cosmetics, Revlon, Sephora, Smashbox Cosmetics, St Ives, Too Faced Cosmetics, Urban Decay, Victoria's Secret & Wet'n'Wild.

Das grandes marcas brasileiras, podemos citar também O Boticário, que parou de realizar testes em animais em meados de 2001, e a Natura, que embora tenha esse nome, só foi banir por completo os testes em animais neste ano. Segundo a lista completa no site do PEA a Contém 1G também não testa em animais. Pesquisei na internet sobre a Vult, e encontrei esse post no Vende na Farmácia? com uma declaração da Vult dizendo que os cosméticos não são testados em animais e nem possuem ingredientes de origem animal.

Caso o post tenha alguma informação incorreta, por favor me avisem! :)

Fontes:

22 comentários:

Gabii.. disse...

olá Khaty!
conheci seu blog hoje e amei!
é uma graça, e você escreve muito bem!
a propósito do post sobre teste em animais, eu também sou extremamente contra, é horrível, uma crueldade sem tamanho.
há um tempo eu entrei no site da PEA, e admiro muito o trabalho deles.
parabéns,
beijos.

Gabriela disse...

fiquei shokada, manocs! muitas marcas de produtos que compramos aqui em casa ainda testam em animais :\ e por pura desinformação, mesmo!
talvez muitas empresas ainda testam exatamente porque as pessoas não se encomodam, aliás, nem sabem.
gostei muito do post! <3
beijocas! ;*

Bia Diniz disse...

Ai, que horror! ;-; Se não é mais preciso testar em animais, por que eles continuam fazendo isso? Tudo dudiabo.

Vitória disse...

AINDA BEM QUE NÃO SOU A ÚNICA QUE SE IMPORTA.

É IMPORTANTE QUE AOS POUCOS AS PESSOAS TENHAM CONSCIÊNCIAO DESTE MAL TERRÍVEL QUE É O TESTE FORÇADO EM ANIMAIS...

Alexandra disse...

muito obrigada por fazer esta pesquisa e postar no blog, eu estava procurando exatamente isto e vc facilitou a minha vida e a vida de muita gente consciente que se preocupa com isso. Vou preferir a Davene a partir de agora quando eu for comprar shampoo para meu filho. Um bjo meu anjo.

docedeclinio disse...

muito interessante!! gostei da sua iniciativa!! vamos abrir os olhos!!

°° just BE yourself :: RELEASE yourself °° disse...

Obrigada por me informar sobre outras fontes de testes. Descobri o qu"ao cruel era hã muito pouco tempo e confesso que me senti envergonhada.
Mas o pior em tudo isso é que muita gente, quando você fala sobre esses produtos que "judiam" dos pobres animais, as pessoas dizem: - Mas se não testarmos neles,testaremos em quem? É certo testar neles. É pra isso que servem.
Puta bando de gente ignorante e sem amor. Pra mim, pessoas com esse tipo de pensamento matam o semelhante facilmente. -.-
bjs

Gabinog disse...

Adorei seu blog, e principalmente sobre o teste em animais, e vc me tirou uma baita duvida sobre a vult, entao se a vult nao faz a marca duda molinos tbm nao pois quem fabrica é a vult (sao parceiras) muito obrigada

Anônimo disse...

oi kathy adorei...tb me preocupo e me repugna estas experiências com animais...é hora das pessoas se manifestarem...sou português...me addiciona, adoraria falar sobre este assunto, este é meu mail lois-30@hotmail.com

Duda disse...

No site deles tá escrito que não testam os produtos FINAIS, e que é impossível garantir que nenhum dos ingredientes foi testado em algum momento. Também falam que quando existem métodos alternativos pra atestar que os ingredientes são seguros, são utilizados.
Procurei na lista do PETA, pq mantenho uma lista minha que atualizo de tempos em tempos, e a Benefit não consta lá..
Não senti muita segurança na resposta deles, e se o PETA não considera a Benefit uma empresa cruelty-free imagino que esse blablabla deles não tenha convencido.

Bárbara disse...

Excelente postagem!
Eu sou vegana e maquiadora, portanto não uso nenhum cosmético testado em animais e é uma luta explicar pras pessoas que, por mais maravilhoso que seja determinado produto, não vale a pena comprar em função da crueldade empregada nesses testes.
Parabén por abordar esse tema no seu blog!
Se todas as pessoas tivessem consciência disso, os testes em animais seria totalmente abolidos.
:)

crueltyfreemakeup disse...

Oi, só conheci seu blog agora, no meu blog são só coisas cruelty-free, dá uma olhada qdo puder! Bjo
http://crueltyfreemakeup.wordpress.com/

Anônimo disse...

Recomendo as pessoas que assistam o documentário ''Não matarás'' do instituto Nina Rosa...
Esse documentário é excelente, ressalta exatamente o texto abordado pelo seu Blog...

Viva a vaidade sem crueldade!

Beijos.

Anônimo disse...

Parabens pelas informaçoes das empresas que testam e que nao testam.Da linha de shampo so uso da paul mitchel tea tree, pois destinam uma verba a reflorestamento e nao testam nos animais felizmente.Vamos banir do nosso consumo dentro do possível empresas que maltratam esses seres indefesos.

Anônimo disse...

No site do Pea tem dizendo que a Avon continua fazendo testes nos bichinhos... =(

Déia disse...

Olá, fico extremamente feliz em ver pessoas que amam cosméticos, porém tem amor aos nossos amigos de patinhas. Pena que sejam tão poucas pessoas. Bem, no site PETA, a AVON e a Mary Kay estão listadas como empresas que FAZEM testes em animais. Apesar do site da Mary Kay afirmar categoricamente que não faz parte, porém na China eles vendem cosméticos e lá o teste é obrigatório, por isso algumas marcas conscientes não vendem produtos por lá. Bjussss a todas!

Janaína disse...

Parabéns pelo post. Acredito que postagens assim possam incentivar e alertar as pessoas a mudarem suas atitudes e posturas frente aos direitos dos animais. Na realidade, penso que estes não deveriam ser diferenciados dos humanos, na medida em que somos animais também. A dor da crueldade é igual.

Deise_Hanson disse...

MaryKay faz testes em animais sim, mas na China, onde os testes sao exigidos por lei. Muitas organizacoes estao tentando fazer com as leis chinesas mudem, inclusive pedem ajuda a MaryKay para isso. Escrevi a MaryKay dizendo que nao compro os produtos por esse motivo, e pedindo mais uma vez que se mexam para mudar as leis chinesas.

Lii disse...

Olá ! Conheci o blog hj e estou adorando!
Só pra esclarecer, A MaryKay faz testes e também a AVON saiu foi incluída na lista das empresas maquiavélicas que testam! Tudo isso pra não perder o mercado Chinês .. eu era revendedora e parei de revender ou consumir qualquer produto dessa empresa capEtalista ..
O Boticário não testa diretamente, mas patrocina eventos de moda, como o são paulo fashion week que utilizam peles de animais em seus modelitos. Portanto, como ativista pela liberação animal, não consumo seus produtos também! Mas aí vai da consciência de cada pessoa e do amor/respeito que sentem pelos animais, certo? Qualquer dúvida, entre em contato comigo =D

Carol Silveira disse...

AVON testa.

Anônimo disse...

A Avon saiu justamente por financiar esses testes na China para não perder esse mercado, assim como a Mary Kay! Eu particularmente não usarei mais nenhum produto destas duas marcas.
Segue anexo a resposta da Avon ao e-mail que foi enviado:

Thank you for your email sharing your concerns, and for giving us the opportunity to respond.

Avon does not conduct animal testing to substantiate the safety of any of its products. In fact, Avon was the first major cosmetics company to end animal testing more than 20 years ago.

Although Avon does not conduct animal testing to substantiate the safety of any of its products, some products may be required by law to undergo additional safety assessment in a few countries at the direction of a government or health agency and this may include animal testing. In these instances Avon always attempts to persuade the requesting authority to accept non-animal test data. If no compromise can be reached, we must comply with the requirement for additional testing. This is an issue facing all global beauty companies. We are not alone in this dilemma, and we continue to push for regulations that do not necessitate the use of animals.

Avon has worked to advance alternatives to animal testing for decades. Avon continues to support research into alternatives conducted by the Fund for the Replacement of Animals in Medical Experiments (FRAME) in the United Kingdom, the Center for Alternatives to Animal Testing at Johns Hopkins University in the US and the European Partnership for Alternative Approaches to Animal Testing. Most recently Avon joined the Scientific Advisory Panel of The Institute for In Vitro Sciences (IIVS), a non-profit research and testing organization dedicated to the advancement of in vitro (non-animal) methods worldwide and Avon became a Founding Sponsor of the American Society for Cellular Computational Toxicology. Finally, Avon works closely on this issue with other companies in the Beauty industry as a member of the US Personal Care Products Council.

Respect for animal welfare is a cornerstone of Avon's product safety philosophy. We will continue to work actively to advance the use of alternatives to animal testing worldwide. We encourage you to call for the global acceptance of non-animal test data.

Sincerely,
Tod Arbogast
Vice President Sustainability & Corporate Responsibility

Lali Lee disse...

A MAC e a Estée Lauder estão testando em animais pra entrar no mercado chinês (confirmado pela PETA):/
Por outro lado,a Urban Decay se recusou a fazer tais testes e desistiu de vender na China pra continuar fiel aos seus princípios!:D